Publicado por: Mauricio | 14/04/2013

O medo de falar de amor

Eu nunca tive medo.
Longe de mim, temer.
Falar de amor faz parte.
Pois em qualquer parte se faz amor.

Mesmo no suicídio da loucura.
Eu doei e odiei por amor.
E foi mais forte que tudo.
Como correnteza brava pro mar.
E se foi num vortex.
Minucioso, lento, ao invisível.

Eu nunca temi o amor.
Mas agora é verdade.
Pelo menos por algum tempo.
Pois sei que de qualquer parte.
Se faz amor.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: