Publicado por: Mauricio | 11/11/2007

Outro belo amanhã

Tudo ao silêncio não silencia,
Se dentro de você nada cala.
E o mundo gira.
Como bola de fogo ou de neve.
Que queima e congela.
Mas ao tempo desfaz.
E não vale um minuto lembrar da dor.
Porque passará, há de passar.
Olhe o céu e sinta o vento e saberá.
Que nuvens vêm coloridas.
Trazendo a chuva que cai ao seu pesar.
E, contudo, acima de tudo, ela há de semear.
Em tantos outras terras e almas.
Silenciosa, noturna e calma.
Um novo e belo amanhã.
Que nascerá pra todos.
E tudo recomeçar.


Responses

  1. O silêncio e suas palavras.
    O veneno e sua cura.
    A presença ausente..
    É!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: