Publicado por: Mauricio | 28/08/2007

Só o vento não basta

A força
do vento
na face,
não basta.

A mão
que sustenta
e enlaçava,
descansa.

O olhar perdido
de frente
pra janela,
fechada.

Solitário
é o caminho
quando deixamos
de amar.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: